InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 ACT I - The Caos

Ir em baixo 
AutorMensagem
CAIN
Admin
avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 19/04/2009

MensagemAssunto: ACT I - The Caos   Sab Jun 20, 2009 11:33 pm

*Todas as programações da televisão latino americana são interrompidas abruptamente. Antes que os alienados cidadãos da américa do norte se manifestassem uma doce voz feminina ecoou pelo monitor lendo o texto que nele surgia. A transmissão pirateou todas as redes nacionais*

ATO I

Eu sou o que as pessoas costumam chamar de vampiro. Você pode não acreditar no que está lendo, mas peço a você que ainda não desligue a televisão, por favor continue observando pois garanto que no decorrer desta programação você terá uma visão muito diferente do mundo que o cerca.

Eu era exatamente como você, um homem cristão, trabalhador e devotado aos meus filhos e esposa. Minhas crenças eram extremamente racionais, eu acreditava apenas no que meus olhos me mostravam, do contrário, tudo era lenda e superstição maluca criada por gerações antecessores a minha.
Eu sei o quão é difícil crer na existência de tais seres em nossa sociedade, sem que, nunca em nossas vidas nos deparamos com tais criaturas. Ou assim gostamos de pensar...
Veja bem meu caro leitor, esqueça tudo o que você pensa que sabe sobre os vampiros, esqueça a literatura clássica de Bram Stoker ou Anne Rice, autores renomados por narrarem histórias fantásticas sobre os vampiros. Esqueça aquelas idiotices produzidas por Hollywood: Blade, Um drink no Inferno, Crepúsculo, Van Helsing, Anjos da Noite, entre muitos outros... quanto mais você acreditar nas palavras destes autores, mais cego você estará e será muito mais difícil você entender a minha preocupação.
Acredite! Estou arriscando minha existência por escrever estas palavras, pois este texto provocará a ira de meus irmãos e eu serei caçado como um animal. Mas sei que meu esforço valerá a pena...
Os vampiros, ou cainitas, como costumam são conhecidos entre si. São criaturas imortais, que cruzaram incontáveis gerações sem que o tempo fosse capaz de impedi-lo. Seres de imenso poder e conhecimento, porém condenados apenas a vagar na noite e nas sombras, pois estão privados da luz e do calor.
Perceba que até este ponto somos idênticos à ficção porém agora mostrarei a todos o quão distante a ficção está da realidade: Nós cainitas, vivemos em uma sociedade secreta, hierárquica e extremamente rígida. No topo estão os vampiros de imensos poderes, vampiros tão antigos que detém o controle da economia global, das nações, dos armamentos militares e nucleares, das companhias farmacêuticas e das grandes empresas. Abaixo deles estão os peões, vampiros novos e de poderes moderados que pouco ou nada exercem na sociedade como um todo. Este tipo de classe vampiros caminham entre nós com mais freqüência, são os nossos vizinhos, nossos melhores amigos ou mesmo um pedestre que caminha ao seu lado nas movimentadas ruas e avenidas de São Paulo.
Vivemos sob uma lei, criada a séculos atrás, denominada A MASCARA. Nossos anciões finalmente chegaram a conclusão que ficaria difícil agir em meio aos mortais, se não ocultasse a existência do vampirismo, a famosa Inquisição Católica parece ter finalmente surtido efeito em suas mentes. Muitas linhagens de vampiros, mesmo que contra-vontade, uniram-se em uma única família e estrutura rígida que perdura até hoje. A família é conhecida como CAMARILLA.
A Camarilla visando a coletividade das linhagens nela afiliadas e preocupada com a ameaça que o rebanho, ou seja, vocês mortais, poderiam oferecer resolveu por editar regras a nós vampiros a fim de assegurar nossa sobrevivência e poder. O que mais interessa a vocês, é a MÁSCARA, a máscara é a lei vampirica que obriga a todos os VAMPIROS a se omitirem da sociedade mortal. A Mascara foi criada justamente para que os vampiros pudessem, através dos séculos, controlar os humanos mais facilmente sem que estes percebam que estão em meio a uma teia de manipulação e mentiras. E como vocês mortais são diferentes de nós, principalmente no quesito de ciclo de vida, percebam que os poucos que sabiam da “verdade”, estão agora a sete palmos abaixo da terra, enterrados ou silenciados de alguma forma pela Família. Parem e pensem, afinal não é a toa que somos considerados seres mitológicos.
Ainda assim creio que muitos céticos, dentre nós, reluta em aceitar meus comentários alegando provavelmente que talvez eu esteja completamente louco e alienado. Apresentarei a vocês um pequeno vídeo filmado em tempo real, deixo aqui registrado, que todas as tentativas de rastreio será inútil:

*todas as tvs do Brasil e de outros países latinos, ficaram negras momentaneamente, em seguida a câmera amadora é acionada permitindo que todos os cidadãos pudessem contemplar as cenas. Os cidadãos viram exatamente como é feita uma caçada de vampiros, mostrando um possível brujah brincando com uma jovem mulher. O caso chama a atenção, pelo fato, da vítima ser uma jornalista muito conhecida e dada como desaparecida a mais de uma semana. Os cidadãos ficam chocados quando o vampiro a agarra e começa a sorver de sua vitae enquanto a mulher tenta lutar desesperadamente pela vida. Após toda a cena do beijo, a voz do narrador ecoa: Eles estão na Av. Paulista, 585...peço às autoridades competentes se dirigem ao local o mais rápido possível ou não terão tempo de efetuar o flagrante...*

Até a próxima transmissão e pensem no que foi dito até agora...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://vampiroamascara.forumeiros.net
Shadow

avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 19/04/2009
Idade : 29
Localização : Porto Alegre

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Dom Jun 21, 2009 11:24 pm

*Tudo aconteceu muito rápido. Uma chamada telefônica, o uso rápido de uma Disciplina, uma troca de olhares breve mas significativa. Em questão de alguns segundos, eu estava em São Paulo, já decidindo os próximos passos - e quão seguros eles seriam.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CAIN
Admin
avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 19/04/2009

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 12:15 am

*A polícia como também o resgate foi acionado imediatamente pela prefeitura de São Paulo. Os funcionários nunca ficaram tão desnorteados com o número de ligações revoltadas pela maioria dos cidadãos. Outras autoridades de escalão maior como o Governador do Estado de São Paulo e consequêntemente o Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, ambos apertavam o prefeito para que fossem tomadas as medidas necessárias para conter o caso, enquanto eles cuidavam para rastrear o hacker que conseguiu invadir o satélite para provocar este caos.

A Camarilla viu-se pressionada para manter a Máscara, o principe regente de São Paulo, tomou providências imediatas. Solicitou que seus seis dos seus melhores xerifes acompanhassem e acobertassem toda a operação policial. E assegurou pessoalmente que o prefeito nomeasse seu xerife Luiz Miguel como encarregado da operação.

As imagens chocaram a grande maioria dos cidadãos. Mas muitos ainda permaneceram céticos em relação ao vampirismo, preferindo imaginar que aquele suposto "vampiro" trata-se apenas de mais um louco esquizofrênico. Tanto ele quanto o narrador das mensagens.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://vampiroamascara.forumeiros.net
Lukkas

avatar

Mensagens : 270
Data de inscrição : 19/04/2009
Idade : 30
Localização : Paris

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 12:23 am

*segundos após o ocorrido nas emissoras, Merlinda vem até mim em pensamentos averiguar, visto que ocorrera próximo da capela dos shadows
não tinha respostas para suas perguntas e me preparei para ir junto de stephy averiguar, mas hesitei em deixar alex sozinho na capela, não muito stasi pois sabia que ficaria bem, mas o garoto acabara de passar por muitos tormentos

caminhei até seu dormitório para verificar se estava dormindo, caso contrário resolveria alguns problemas da capela mesmo até que a criança adormecesse*
logo a alcançarei stephy.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexander

avatar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 12/06/2009

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 1:08 am

*Continuava adormecido, há muito que meus olhos não viam a luz. Estava muito distante daquele lugar, muito distante de Lukkas e Stephannie...porém, continuava segurando o medalhão firmemente em minha mão direita*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shadow

avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 19/04/2009
Idade : 29
Localização : Porto Alegre

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 1:21 am

**Certo, luibov, estarei a espera.**

*Entro na sala de reuniões e aguardo. Nenhuma decisão poderia ser tomada sem Xavier, embora eu estivesse no "degrau" logo abaixo dele na Casa e Clã.
Embora eu não viesse a este lugar há muito tempo, os Tremere do local não estranharam minha repentina presença ali, nem os que sequer me conheciam. O Regente me vira algumas vezes, e já estava ali na mesma sala. A qualquer inexperiente, ele estava tranquilo. Aos meus olhos, ele tremia. Não sabia como resolveria esta situação na cidade que estava sob seu controle. Como bom Tremere, no entanto, não se envolveria nas tramas da Camarilla a menos que isto se fizesse realmente necessário.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CAIN
Admin
avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 19/04/2009

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 2:10 am

*Os oficiais chegaram ao local dito no vídeo. Luiz Miguel, um dos peões do principe, assume a investigação e pede que os outros 5 xerifes o acompanhem. Todos devidamente fardados e armados, preparados para qualquer combate que poderia ocorrer. Em poucos instantes alguns oficiais da policia criaram uma barreira impedindo que os pedestres curiosos e até mesmo os repórteres atrapalhassem o trabalho da policia. O Capitão da P.M. que até então era responsável pela operação, analisava um mapa do edificio, enquanto discutia com os xerifes da Camarilla. Mostrando as possíveis rotas de fuga e o melhor posicionamento dos seus homens. Luiz Miguel um individuo extremamente orgulhoso, acabou por vetar qualquer intervenção que não fosse dele e de sua equipe. Impediu até mesmo que os franco-atiradores ficassem apostos em um caso de extrema necessidade. O Capitão pareceu relutante em concordar, mas no fim, acabou acatando as ordens do seu superior.

Então os xerifes entraram no prédio. Trata-se de um antigo prédio comercial de três andares, caindo aos pedaços, um prédio que estava causando brigas na justiça, pois a prefeitura pretende tomba-lo para transforma-lo em um shopping enquanto os historiadores e pessoas ligadas à preservação do patrimônio histórico da cidade insistiam na restauração e preservação do edifício que tinha uma consideravel geração. No fim o prédio continua mal cuidado e o processo está mofando no almoxarifado do governo há mais de cinco anos.

Luiz Miguel tomou a dianteira e foi fazendo gestos para que seus subordinados vasculhassem cada andar, enquanto ele pessoalmente ficaria com o porão, onde possivelmente a mulher estaria junto com o brujah e sabe-se lá quem mais. O homem segurou firmemente uma 38 prateada na mão direita e com a esquerda acendia sua lanterna, pois o prédio estava na mais completa escuridão.

Silêncio...


Em seguida os outros xerifes que estavam nos andares superiores, ouviram tiros e gritos vindo do subsolo. Imediatamente todos correram em direção à confusão. Porém ao entrarem no porão não encontraram absolutamente nada, apenas a arma de Luiz Miguel no chão e muito, muito sangue espalhado pelo aposento. Mais a frente encontrava-se o brujah, em completo frenesi, seus labios bem como 90% das suas roupas estavam totalmente cobertas por sangue. Em seus torax haviam marcas de balas produzidas por uma 38 e assim que o brujah se deu conta dos 5 outros vampiros, correu na direção deles a uma velocidade impressionante, desviando da maioria dos tiros que os 5 lhe desferiram, socando-os com potência e resistindo aos ferimentos através da fortitude. Sua pele parecia feita de aço e as balas pouco lhe causavam estragos, o que fez com que os outros vampiros apelassem para suas disciplinas para contê-lo. No fim da ação um deles aproxima-se do brujah, que se debatia no chão, ainda em completo frenesi, tentando se soltar dos braços dos outros quatro xerifes.

Com a morte de Luiz Miguel, eu assumo seu posto...Brujah! Você cometeu uma inflação muito grave contra a máscara o que pôs em risco todos os nossos irmãos. Sua sentença..Com a permissão do principe regente tenho poderes assegurados para condena-lo à tua segunda morte...e assim será feito.

*O xerife olhou para os outros e então, um deles levantou-se, retirou uma faca de caça que estava presa na bota. deslizou a lamina desta pelo pescoço do cainita que tentava lutar pela sobrevivência e no segundo seguinte...nao havia nada entre os 5 sobreviventes a não ser cinzas do que um dia havia sido um brujah


Os xerifes com um sorriso orgulhos nos labios, encontraram o corpo da jovem reporter morta e sem sangue. Mas os xerifes sabiam que quem ficaria de realizar a autopsia do corpo eram especialistas e carniçais escolhidos e manipulados pela própria Camarilla. Com a sensação de dever cumprido eles deixam o local. O que eles apenas não contavam, principalmente porque, quando chegaram do lado de fora, todos os oficiais de policia apontaram suas armas para eles, é que todo o desenrolar da cena foi filmado novamente e mostrado ao vivo em rede nacional.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://vampiroamascara.forumeiros.net
Lukkas

avatar

Mensagens : 270
Data de inscrição : 19/04/2009
Idade : 30
Localização : Paris

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 2:28 am

*passava pela sala da capela quando meus olhos contemplaram cada cena que passava pela televisão, mantive a aparência calma e tranquila, porém me corroia por dentro o debandar dessa história
me apressei em chegar ate stephy que se reunia com membros do conselho*
com devido respeito venho diante de vocês para saber o que decidiram

*aparecia ao lado de stephy*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shadow

avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 19/04/2009
Idade : 29
Localização : Porto Alegre

MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   Seg Jun 22, 2009 4:37 am

*Estava em pé, ao lado da mesa. Mais 3 Tremeres encontravam-se na sala, um deles o Regente, sentado à cabeceira da mesa. Ele não parecia nem um pouco à vontade, rígido, aguardando. O Lorde também se encontrava no recinto, e o outro era um Aprendiz de 6º Círculo, que não se manifestava. Nunca tinha me visto, nem a você, isto era certo. Este sim, demonstrava algum nervosismo visivelmente.*

Zdrastuiche, luibov. Estamos ainda aguardando a confirmação de Xavier, porém a princípio a Casa e Clã não se envolverá a menos que seja realmente necessário. No entanto, aqueles que assim desejarem, podem investigar por conta própria. Certamente, se um Tremere pegar o responsável, isto seria um reconhecimento incrível para a Casa e Clã junto à Camarilla, e só teríamos a ganhar. Portanto, aqueles que quiserem tentar, terão o apoio da Casa e Clã, desde que a mantenha segura, é claro.

*O Aprendiz boquiabriu-se e arregalou os olhos ao perceber como eu havia chamado o "Senhor Cincao" ou "Conselheiro Cincao". O Regente e o Lorde nada disseram. Certamente eles sabiam que, com seu retorno, seria tão Pontifex quanto eu. Muito embora isto fosse contra as regras de hierarquia / região do clã, sua situação era, sem dúvida, uma exceção.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ACT I - The Caos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ACT I - The Caos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Manipulação do Caos
» Os primordiais
» Caos no Central Park!
» Toque de Caos
» Marionetes Do Caos - Um Purgatório de Cainitas - Ciclo I

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Nightwalkers :: Campanha: :: R.P.G.-
Ir para: